Você é prosa ou poesia?

Dois gêneros comuns usados na escrita de um texto literário são a prosa e a poesia.

Normalmente definimos a prosa como um texto corrido que discute temas sociais ou descreve experiências de outras pessoas.

Já a poesia é reconhecida por causa dos versos, em alguns casos com rima.

Mas a diferença entre os dois estilos vai mais além. Há quem diga que a poesia trata de temas internos do autor como angústias, paixões, conflitos e perdas. Além disso, os autores se expressam usando figuras de linguagem, o sentido figurado das palavras.

Esta semana, a escritora Elza Clea usa um dos gêneros para se definir. E você o que é?

Espero que gostem!


Ser poesia

Nasci poesia- poesia e poeta
rimas, ritmos, melodias
nasci em versos cantados,
entoados melodias únicas, canções de sons incompreensíveis
balbucios em rimas, palavras ininteligíveis
repetidas incansavel e ritmadamente
palavras aprendidas repetidas
entoam, ecoam, formam versos sem sentido, nakais de non-sense
rimas soltas, pobres, ricas, não rimas…
todos os sentidos a serviço, atentos ao som de cada palavra:
compreensão total
quem entenderia a não ser eu?
emoção explode em gargalhadas
onde tanto senso de humor?
palavra engraçada, vida, corpo, pessoas engraçadas
gargalhada repetida – solidária caricatura
Vivi. Tempos de censura, reprovação – dura aprendizagem
Hoje palavras têm novo sentido – cadê o antigo?
intelecto, razão
palavras para escamotear emoção.
Empobreceram-se as rimas
Calou-se a poesia
Tornei-me prosa

Elza Cléa 25/11/2014
***********************************************************

Compartilhe

Você também pode gostar

3 comentários em “Você é prosa ou poesia?

  1. Tamine Maria Elmôr
    05/12/2014 at 21:41

    Poeta, alma de artista! vitoriosa na arte de viver (mesmo o impossível). Transforma o pincel, e barro e a palavra em obra prima e na sua imensa modéstia, diz que apenas “se diverte”!!

  2. Anonymous
    05/12/2014 at 12:07

    Já havia lido coisas lindas, interessantes, engraçadas, impactantes, etc. etc… na prosa de Elza Cléa. E ela dizia que não era de poesia, O que é isto, então? Agradável surpresa.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com