Foto: Dario Sanches

O UNIVERSO E O BEM-TE-VI – Elza Cléa – Libélula, amendoeira em flor, fio que passa. Alguém na janela a tudo assiste: movimento e pouso da libélula, tão delicados sobre as flores da amendoeira que sugerem a um observador menos atento que ela apenas as cheira. Mas não! Ela se alimenta! Aparentemente saboreia com muitaContinue lendo

1
Compartilhe

Urgência –Elza Cléa–   Ah, palavras de amor!… Desde Adão e Eva haverá alguma que ainda não foi dita? E repetida? Calo-me. Não pronuncio palavras de amor. Não ao meu amor. São sempre repetições, algo que alguém já disse. Para o meu amor, somente a palavra original, aquela que descreva precisamente o sentimento, nunca antesContinue lendo

1
Compartilhe

Duplo -Elza Cléa- Toccata de Schumann. A melodia toma de assalto o ambiente, o ar que se respira, ouvidos, mentes e corações dos ouvintes. As mãos sobre o piano – iguais, duplas, complementares. A magia da música as torna totalmente interdependentes. Elas, que se creem tão exclusivas e originais. Uma é esquerda e outra direita;Continue lendo

0
Compartilhe