O legado abstracionista de Tomie Ohtake

Morreu hoje em São Paulo, aos 101 anos, a artista plástica Tomie Ohtake.

Tomie Ohtake nasceu em Kioto, no Japão, e veio para o Brasil em 1936, onde se casou e se naturalizou. Segundo a biografia publicada no site do Instituto Tomie Ohtake, a artista se impressionou “com a intensidade da luz amarela, do calor e da umidade ao desembarcar no Porto de Santos”. O texto conta ainda que “com a iminência da Segunda Guerra, permanece em São Paulo, onde se casa e tem dois filhos, Ruy e Ricardo Ohtake.”

Tomie Ruy Ricardo
Tomie Ohtake com os filhos Ruy e Ricardo, na Mooca, em São Paulo

 

Mesmo gostando das artes desde pequena, foi somente aos 39 anos que ela começou a fazer suas primeiras pinturas incentivada pelo pintor japonês Keisuke Sugano.

Ocasião em que recebeu o PrIemio Probel de Pintura, no MAM/SP

 

Em 1969, Tomie começou a trabalhar com serigrafia e, logo depois, com litografias e gravuras em metal.

Em 1974 recebeu o prêmio de melhor pintora do ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte. Este foi apenas um dos inúmeros prêmios que recebeu por seu trabalho.

tomie6
No auditório do Ibirapuera, Tomie recebe a medalha da Ordem do Mérito Cultura

 

tomie3
Tomie recebe medalha do prefeito Fernando Haddad por suas obras dedicadas à São Paulo

 

Na cidade em que viveu até morrer, São Paulo, Tomie realizou diversas obras públicas, como o painel pintado no Edifício Santa Mônica, na Ladeira da Memória. É dela também a escultura Estrela do Mar, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro; a escultura em homenagem aos oitenta anos da imigração japonesa no Brasil e os painéis para o Memorial da América Latina.

tomie escultura
Homenagem aos 80 anos da imigração japonesa, em SP

 

Escultura Estrela do Mar, na Lagoa Rodrigo de Freitas, RJ
Escultura Estrela do Mar, na Lagoa Rodrigo de Freitas, RJ

 

Escultura de 1999 - Parque industrial da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineracao de Araxa, MG
Escultura no Pq. industrial da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração de Araxa, MG

 

Monumento em Santos, SP
Monumento em Santos, SP

 

Em novembro de 2001 foi inaugurado o INSTITUTO TOMIE OHTAKE, com a proposta de apresentar as tendências da arte nacional e internacional, além daquelas que são referências nos últimos 50 anos, coincidindo com o período de trabalho da artista.

O Instituto Tomie Ohtake se tornou referência por sua arquitetura de vanguarda e formas futuristas.
O Instituto Tomie Ohtake se tornou referência por sua arquitetura de vanguarda e formas futuristas.

 

Clarival do Prado Valladares uma vez disse que, “De acordo com alguns críticos, a pintura de Tomie Ohtake corresponde a um dos pontos mais elevados do abstracionismo já produzido no Brasil.”

 

Em cartaz

tomie-desenho-proj-espaco (1)

Como é que uma linha desenhada no ar transforma-se em matéria no espaço? Desde a década de 1980, Tomie Ohtake traz aos espaços públicos de diversas cidades formas que remetem aos elementos pictóricos de sua produção plástica. Nesta exposição, com curadoria de Paulo Miyada, foram escolhidas algumas das obras de Tomie Ohtake para refletir sobre os gestos feitos pela artista e as maneiras pelos quais foram ampliados à dimensão dos lugares de convívio.

A exposição fica em cartaz até o dia 1º de março, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

O velório será realizado amanhã, dia 13 de fevereiro, no Instituto Tomie Ohtake, de 8:00 às 14:00 horas, localizado na Rua Coropés n. 88, no bairro de Pinheiros, São Paulo.
Agradecemos todas as m

Compartilhe

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com