,

A gentrificação do Brooklyn

Anos atrás a maioria dos bairros do Brooklyn, em Nova Iorque, não tinha uma fama muito boa. Áreas de população de baixa renda, redutos de imigrantes das ilhas do Caribe (Jamaica, Haiti, Barbados, Granada etc) e espaços industriais abandonados contribuiram e muito para a forma como as pessoas olhavam para a área.

As coisas comoçaram a mudar com a gentrificação de algumas áreas e a reurbanização dos espaços. Os hipsters foram tomando conta do pedaço, transformando certos bairros em áreas super desejadas. E caras!- Williamsburg tem um dos aluguéis mais caros de Nova Iorque.   Hoje o bairro da vez é Bushwick. O povo cool e descolado está todo indo para lá.   Uma coisa legal disso tudo é a exposição que os artistas locais ganharam. Muitas galerias, restaurantes e cafés abarrotados de arte.

Agora, escrevo enquanto faço um brunch no Cafe Gratitude. As obras nas paredes estão à venda e são de autoria de artistas daqui. Uma graça!

A armosfera do café é uma delicinha; músiquinha de fundo, crianças brincando, adultos lendo ou grudados na tela do computador e o cheirinho de java, que eu tanto adoro, no ar.

Bom dia, Brooklyn style! 

Compartilhe

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com